O SHOW JÁ COMEÇOU!

imagesRogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.”

Romanos 12:1

Estamos vivendo tempos difíceis pra se manter a ordem nos cultos. O sacerdote enfrenta uma concorrência violenta promovida pelos aproveitadores da fé, e quando o assunto é reunir o povo e agregar pessoas, vale até vilipendiar às instruções bíblicas e “rasgar” as suas páginas.

Louvo a Deus pelas igrejas que ainda prestam cultos a Deus, e olha que ainda são a maioria, e o que seria do evangelho sem essa postura bíblica e sem esses princípios de integridade?

Porém, em contrapartida, uma bagunça se espalhou trazendo confusões mentais, perturbações teológicas, crises psicológicas, esquizofrenia, culminando com a desordem e o descumprimento com a Palavra, tudo em nome de uma modernidade comparável ao mundanismo e apelo ao crescimento, que não está atrelado a salvar almas, mas ganhar gente.

Não combato estratégias, mas condeno falta de princípios. Não ataco igrejas, mas censuro religiões e posturas.

Os eventos nas agremiações gospel – apesar no nome diferente na fachada – em nada se parecem com um culto. Um culto deve seguir o padrão bíblico, veja o texto no cabeçalho. Porém, não estão oferecendo um culto racional a Deus, mas um evento para a plateia. O evento é bom quando o povo entra em polvorosa. O termômetro não é o cheiro agradável que Deus recebe e sua resposta, mas essa medição é feita pelo “gloriômetro” dos encantados promoters da fé.

Tornou-se comum ouvirmos: “o culto foi tremendo!”. Mas se o culto é pra Deus, o que interessa é a opinião d’Ele.

O nome de Jesus Cristo é colocado em segundo plano pelos artistas dos púlpitos, transformados em palco, as vibrações “almáticas” incendeiam indivíduos sem glorificar a Deus. Não se vai à igreja pra cultuar ao Senhor, mas pra se sentir bem e extasiar as emoções, atingindo o “orgasmo” da alma.

Ocupar o púlpito não gera temor e tremor, mas frisson.

É óbvio que o show na casa de Deus é patrocinado pelo pastor local e os seus ajudantes de palco, que perfilam os artistas com um script pronto pra manipular o povo e gerar vibrações. O show empolga, e a opinião e os sentimentos do Espírito Santo pouco importa, aliás, caso Ele fosse corporalmente humano, estaria irreconhecível encostado em algum canto do auditório.

O pastor da igreja sabe muito bem quem ele convoca, o quer que seja feito e o efeito que isso causará à sua plateia sedenta pra esfuziar as emoções. O líder da “casa de show” tem um propósito claro pra impactar o povo e exaltar o nome da sua igreja. Não há preocupação alguma – nesses casos – em ser Cristocêntrico, mas egocêntrico.

Não há espaço para o Espírito Santo, os corações já estão pré-ocupados com as expectativas frenéticas aguardando o momento em que o show vai começar, e afinal, as feras do palco que invadiram o altar, são hábeis na manipulação do fogo estranho, das mazelas dos carentes e dos mal resolvidos.

Depois do show vem as “selfs”, a prova de que os caras “quebraram tudo” e de que o show foi um sucesso.

E como vi escrito na fachada de uma igreja: “ASSISTA A PRÓXIMA ATRAÇÃO”. É só anunciar o próximo show, acender das luzes, preparar a efusão da alma pela fama e o sucesso e deixar a galera rasgar as “sedas dos elogios”.

Quanto a Deus… bem, como sempre ficará de fora, afinal, Ele não é parte dessa festa.

 

 

Anúncios

One thought on “O SHOW JÁ COMEÇOU!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s