TERREIROS GOSPEL

mqdefault“Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios”. 

1 Timóteo 4:1

 

Se tirarmos a pessoa da macumba e não tirarmos a macumba de dentro dela, ela vai virar um crente macumbeiro. É o que está por aí hoje em muitas igrejas neopentecostais.

Alguns se dizem crentes e baixam o “santo”, e não são habitação do Espírito Santo, porque Ele não divide espaço com demônios.

Os demônios fazem gente de cavalo, e bota pra estrebuchar. É nítida a diferença entre – pra quem tem discernimento – uma manifestação demoníaca e o mover do Espírito Santo.

Aquele que tem o Espírito Santo não perde os seus sentidos e tem o poder de controlar as suas emoções, pois sabe dominar o seu espírito. Mas, afinal pra que serve essas atitudes tão espalhafatosas? Na verdade essas pessoas tem problemas emocionais e até psicológicos, pois há uma necessidade de provar para os outros que elas têm “poder”, quando na verdade são apenas escravas de um sentimento de inferioridade.

A grande maioria que procura esses movimentos estão tentando fugir dos seus problemas. São indivíduos que normalmente sofrem com questões relacionais, e o foco do tormento está dentro de casa. Tentam fazer de um pretenso momento espiritual a escapatória das suas vidas ruins. A questão é que se envolvem com problemas maiores ainda, quando os demônios se aproveitam para confundi-las, gerando mais perturbações do que aquelas que já tinham.

As manifestações dos terreiros de religiões originalmente afros estão invadindo os “terreiros” gospel. Para avançar nessa estratégia do inferno, até roupas de candomblé estilizadas para o gospel estão usando. Homens de vestidos bordados e coloridos, rodopiando ao modo de um espírito que opera no Egito, carregadores de fogo, atabaques e palmas ditam o ritmo que os levarão ao transe. Daí é um passo para a possessão maligna. O que acontece daí pra frente não é diferente de nenhum centro de macumba ou candomblé.

Por ter nascido num berço pentecostal, a Assembleia de Deus, desde menino fui instruído sobre o Espírito Santo, o poder do nome e do sangue de Jesus Cristo, e tive inúmeras experiências com o exorcismo, e o que vejo hoje não deixa dúvidas, o diabo se assentou em alguns lugares designados pra Deus e está se comportando como se fosse Ele. Isso é possível pela ignorância e a falta de chamado de quem se fez pastor.

Se não conhecêssemos a Palavra estranharíamos crente chamando manifestação maligna de operação de Deus. São os ignorantes da fé, que se apostataram dando ouvidos a espírito enganadores e se tornaram praticantes da doutrina de demônios. Isso não seria tão terrível se na fachada do prédio não houvesse uma placa com o nome de uma Igreja Evangélica.

Pai e mãe de “santo” gospel e filhos de “santo” não combinam com o Evangelho do Nosso Senhor Jesus Cristo.

Quer rodopiar, estrebuchar, e se debater? Procura um terreiro, faz despacho e se consulta com “pai de santo”. Isso num espaço que deveria ser uma Igreja Evangélica é intolerável.

Quer fazer descarrego? Vai na Universal ou terreiro de candomblé, porque numa Igreja Evangélica Cristocêntrica o que vai acontecer é que vão expulsar o demônio que te atormenta.

O exorcismo sempre foi uma característica forte do movimento pentecostal, mas hoje não se expulsa demônios, chamam ele de “mover de Deus”. Esse comportamento é exclusivo desse movimento repugnante que tenta denegrir o nome de Jesus Cristo e demonizar o verdadeiro, genuíno e inconfundível mover do glorioso e sacrossanto Espírito Santo.

Alguns que se dizem pastores não sabem a diferença entre Deus e o diabo, e acabam praticando ensinos de demônios.

A ausência do discernimento de espíritos é a prova irrefutável da falta de chamada ministerial. São cegos, estúpidos, gente que vive em trevas tentando conduzir pessoas incautas pra os braços de Cristo, quando eles mesmo não conhecem o Jesus que pregam, e arrastam após si, centenas de pessoas para o abismo.

Dói o meu coração quando vejo crentes endemoninhados achando que estão cheios do Espírito Santo.

Alguns bestas de plantão, advogados do diabo diriam: “quem é o senhor pra julgar”. Quem disse que estou julgando? Estou ratificando o óbvio, pra quem tem discernimento.

E se eu estivesse julgando? “Não julgamos os que são de fora, porque não havemos de julgar os que são de dentro?”– Apóstolo Paulo.

Quem não tem experiência e discernimento – mesmo crente – bate cabeça pra demônios e ainda o chama de meu Senhor.

 

Anúncios

2 thoughts on “TERREIROS GOSPEL

  1. verdade sou dessa mesma opinião , nós temos que saber quem é DEUS e quando ele fala !! hoje temos muita pessoas sem visão espiritual e falta de entendimento da palavra !

  2. Parabéns pastor pela esclarecedora abordagem deste assunto, muitos dizem ser do retété e até menosprezam outros como eu que vê a clara manifestação do diabo nessas reuniões.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s