CRISTIANISMO É MORTE E VIDA

Cristianismo é morte ressurreição“Ele não está aqui, porque já ressuscitou, como havia dito. Vinde, vede o lugar onde o Senhor jazia.”

Mateus 28:6

Não existe cristianismo sem morte e ressurreição. O cristão é aquele que morreu para o mundo e ressuscitou para Cristo, porque ninguém pode estar vivo pra Deus sem que antes tenha morrido a velha criatura.

Na vida comum nós nascemos para poder viver, na vida espiritual nós morremos para poder nascer, pois é impossível habitar num mesmo corpo a velha e a nova criatura, apenas uma pode existir.

Jesus Cristo morreu e ressuscitou dos mortos e com Ele nós morremos e ressuscitamos para a vida eterna.

A morte e a ressurreição de Jesus Cristo é a nossa libertação, Ele é a nossa páscoa, por isso nós o festejamos. O religioso festeja a páscoa, o cristão festeja por ser a expressão da páscoa.

Jesus morreu por amor a nós, pecadores, por isso, condenar o pecado com veemência é a forma adequada de mostrarmos o nosso amor pelo pecador, porque o nosso desejo é que ele morra para o pecado para nascer para Deus, assim como aconteceu conosco.

O pecado é uma praga, mortal, e maligna. Quem não o leva a sério “morre”. Ou você morre para o pecado ou ele mata você, porque o pecado mata, independente do credo religioso, da função que se ocupa na religião, e até dos milagres que fazem em nome de Deus.

O pecado é assim, ou matamos ele ou ele nos mata. Qualquer um que minimize o poder destrutivo do pecado, é como um médico que diz pra vítima de um câncer: “está tudo bem”.

O perigo do pecado deve ser exposto nas igrejas, tão claro quanto as mensagens sobre o perigo da nicotina, descrito nos maços de cigarro.

O único antídoto contra o pecado é o arrependimento, a confissão e o perdão concedido por Jesus Cristo. É aqui que a páscoa nasce em nossas vidas e nos motiva a celebrar.

Jesus superou o medo e morreu na cruz pra vencer o pecado, então não tenha medo para pregar contra o pecado e fugir dele.

A paixão de Cristo é a prova incontestável do seu amor por nós, e a prova do nosso amor por Cristo é quando abandonamos a vida de pecado.

A autoridade que Jesus nos deu e o nosso amor por Ele, nos faz vencer o poder do pecado. Vencer o pecado, é não pecar.

Se por acaso pecarmos, uma situação circunstancial, aí recorremos ao nosso advogado Jesus Cristo, porque não existe perdão automático para o pecado.

Pecado não é o que a gente acha, e nem o que a nossa consciência acusa, mas é aquilo que a Palavra de Deus diz.

Aquele que recebe o poder de vencer o pecado, mas opta por viver nele, despreza o sacrifício de Jesus na cruz, e faz escárnio da páscoa.

Você pode estar numa igreja, achar que tem um ministério, e mesmo assim estar num processo de putrefação do espírito, porque todo pecado consumado e não justificado por Jesus Cristo, é a morte se desenvolvendo no espírito.

O perdão de Jesus Cristo não é uma espécie de “pílula do dia seguinte”. O processo do perdão parte da iniciativa de cada pessoa, então após ter consciência do pecado e a pré-disposição de interromper a prática viciosa, o sangue de Jesus Cristo purifica o homem arrependido dos seus pecados.

A igreja deve ser um hospital espiritual, lugar de cura, mas nunca um depósito de gente doente.

Anúncios

One thought on “CRISTIANISMO É MORTE E VIDA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s