APRENDENDO COM JESUS A SER SOCIÁVEL

“Três dias depois, houve um casamento em Caná da Galiléia, achando-se ali a mãe de Jesus.

Jesus também foi convidado, com os seus discípulos,

para o casamento”.

(João 2:1-2)

 Olhando para Jesus Cristo, vemos um outro interessantíssimo referencial: o relacionamento social.

Tem homem que não quer saber de relacionamento social, tem ojeriza às questões sociais e essas demandas não são prazeres, mas torturas.

É coisa comum encontrar maridos murmurando, reclamando e até usando de grosserias, quando surge um convite para um encontro social, seja casamento, aniversário ou um jantar com amigos, e a mulher que tenha paciência e ouvidos para aturar:

–          Eu trabalho de segunda a sábado, e no sábado eu quero ver televisão e dormir cedo. Passo a semana inteira na rua, então não abro mão de ficar em casa!

Esse abençoado se esquece que a família passou a semana inteira dentro de casa e agora não querem abrir mão de irem um pouco à rua, e agora?

É direito das crianças quererem ir a um aniversário; a esposa quer ir a um casamento; mas o machão a anos não vai a lugar algum, fica trancado dentro de casa vendo televisão, então a família fica indignada, e com razão.

Há mulheres que ficam meses inteiros dentro de casa, esperando um dia especial para sair, dar uma olhada no shopping, fazer um lanche, almoçar ou jantar em um lugar especialmente romântico, mas o camarada não sai, não é sociável e muitas das vezes só quer saber de ir à igreja, às vigílias e subir no monte! Qual é, não há família que agüente!

 

Se liga meu irmão: a sua família é importante, merece cuidados e atenção, e uma vida social é saúde para o relacionamento.

 

Tem homem que esquece da família, lógico que você não é assim, deixa a esposa e os filhos em casa, se arruma todinho, fica cheirosinho e como um garotão, vai pra rua bater um papo com os amigos e a família é sempre excluída. Nunca participam de atividades sociais.

A mulher não agüenta mais, pois quando o milagre acontece, uma vez no ano e por descuido da natureza ou algum tipo de remorso, ele a convida para sair e a leva para comer um cachorro-quente, na carrocinha do seu Manoel, do outro lado da rua.

Misericórdia Jeová!

–          Ah pastor, mas eu não tenho dinheiro, o dinheiro não dá para coisa nenhuma!

Meu irmão, faça um pequeno esforço e separe uns trocadinhos para comer uma pizza em algum lugar agradável. O que a esposa deseja é andar de mãozinhas dadas, sentir que ainda é importante para você, mas isso requer dedicação e interesse por alguma atividade social, mesmo que simples. Se de fato não houver condições de gastar um centavo, gaste elogios, diga que ela ainda é o amor da sua vida, diga que ela é linda e é a mulher mais maravilhosa que Deus encontrou para presenteá-lo. Ela vai adorar!

Leve os seus filhos às festinhas dos coleguinhas de escola, desembucha essa cara “tronchera” e bota um sorriso nessa cara feia. Os seus filhos vão ficar felizes da vida, vão até dizer para os amiguinhos que o papai é bonito. Veja que milagre Deus pode fazer!

Jesus aceitou ir com os discípulos à festa de casamento, porque ele sabia da importância de se desenvolver vínculos sociais. O homem é um ser social, foi criado para viver em sociedade e não isoladamente. Jesus participava de jantares e reuniões sociais, por isso foi criticado e chamado de glutão e beberrão, por aqueles que possuíam uma visão absolutamente deformada.

 

Almoçar, jantar, lanchar, conviver com pessoas e desenvolver a comunhão, isso é bom. Tem gente que pensa que Jesus só saía para evangelizar, mas ele evangelizava porque saía.

 

Jesus cumpria o seu papel de ser luz no meio das trevas e não apenas luz no meio da luz. Ele cumpria o seu papel, inclusive social, da mesma forma que devemos cumprir o nosso. O lazer, os prazeres da vida e os relacionamentos dão importância a nossa existência.

Precisamos usufruir das atividades sociais, torná-las um instrumento ativo de contribuição positiva para os nossos relacionamentos, sejam familiar ou de construção de novas amizades, pois um homem de verdade é social, tem amigos, vai na casa de alguém e é visitado por familiares e amigos.

Combine com uma família de amigos para jantarem juntos, façam algum tipo de lazer, isso também é ter uma vida abençoada.

–          Ah pastor, eu sou duro como um coco, nunca tenho dinheiro pra nada e quando entra um trocadinho é para pagar as contas penduradas.

Meu querido, então mate um gato na rua e faça um churrasco de gato, mas faça alguma coisa, e deixe de dar desculpas (e não me denuncie a sociedade protetora dos gatos desamparados – se você não entendeu: isso é uma brincadeira).

Anúncios

2 thoughts on “APRENDENDO COM JESUS A SER SOCIÁVEL

  1. Muito boa Pastor!!!!!!! São as coisas minimas da vida que passam despercebidas e com o tempo perdem seu valor, tão importantes que se executadas como se deve, traz imensa felicidade em meio a família. Também existem pessoas egoístas que fecham os olhos para o que realmente trás felicidade a quem está ao seu lado, mas cobra quando não tem o que julga importante para sua própria vida. Muita Boa!!!!!!!

  2. Valeu é preciso despertar assim como queremos o melhor temos que dar o melhor familia é muito importante. A paz do Senhor pr.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s