APRENDENDO COM JESUS A CHORAR

“Quando ia chegando, vendo a cidade, chorou”.

(Lucas 19:41)

Nós os homens, recebemos uma educação e crescemos num meio social que sempre apregoou que “homem que é homem não chora”. Esta é a maior mentira e o ensino mais enganoso de todos os tempos.

Olhando para o exemplo de Jesus, que é o nosso referencial soberano, vimos que Ele nos ensina a ter sentimentos e quer que aprendamos a externá-los, colocá-los para fora. Deixar visível o que de fato somos e sentimos, sem qualquer constrangimento.

Para tanto é necessário arrancar a máscara da hipocrisia, quando se finge de insensível ou se tenta transmitir a imagem de alguém que detém o controle absoluto dos sentimentos.

O homem forte não é aquele que não chora, como se as lágrimas fossem motivo de vergonha e demonstração de fraqueza. O homem forte é aquele que enfrenta os preconceitos e supera os falsos ensinamentos, tornando-se capaz de externar os sentimentos, revelando que no peito de um homem de verdade existe um coração sensível.

Numa certa ocasião, Jesus recebeu uma triste notícia, a morte do seu grande amigo Lázaro. No momento oportuno Ele vai até a cidade de Betânia, encontra as suas amigas feridas pela perda, angustiadas pela dor da alma e principalmente Marta, decepcionada porque Jesus não chegou enquanto o “seu amigo” estava enfermo e poderia ser curado. Decepção compreensível para quem ainda não aprendeu a entender os desígnios de Deus.

Diante do túmulo “Jesus Cristo chorou”.

Desculpem-me os teólogos de plantão e aqueles que tentam espiritualizar as lágrimas e os sentimentos de Jesus. Bom, cada cabeça uma sentença. Mas a grande verdade é que algumas pessoas querem sempre colocar Jesus Cristo como aquele que estava acima de certos sentimentos humanos, que na cultura “machista religiosa”, enfraqueceria a sua imagem de Deus forte.

 

Jesus sorria, se alegrava,

se entristecia e chorava sim!

 

Deixa eu lhe dizer: eu dou graças a Deus por poder me espelhar em um homem que chorava. Jesus chorava.

Homens, atentem para isso: Jesus nos ensina a demonstrar publicamente os nossos sentimentos. Ele chorou na frente de todo mundo. Os judeus olharam para Jesus e disseram: “Olha como Ele o amava!”

Chorar também é uma das formas de demonstrar amor.

Às vezes nós queremos bancar o “super-homem”. Estamos sentindo um aperto tremendo no coração, uma tristeza indescritível, uma angústia de arrebentar, uma triste sensação de abandono…, mas a gente não quer dar o braço a torcer, porque “homem que é homem não chora”. Precisamos ser durões! A imagem do macho não pode ser comprometida. Quanta tolice!…

Tem homem casado, que às vezes chega em casa, e a mulher só em olhar a expressão do rosto sabe que o negócio está feio e que a “barra ficou pesada”. Como boa esposa, fica logo preocupada, porque o marido não compartilha do seu sofrimento. O machão não fala e não externa os seus sentimentos. Ele não chora!

Tem esposa que nunca viu o marido chorar; tem mãe e pai que nunca viram o filho chorar. Às vezes você pode dizer:

– Eu não choro na frente dos meus pais pastor, porque nunca vi o meu pai chorar.

Meu querido irmão chegou a hora de você aprender a chorar, independente do exemplo (por questões culturais) do seu pai, porque agora você tem um referencial de homem de verdade que é Jesus, e homem que é homem, chora.

Se Deus lhe conceder a oportunidade diga para o seu pai, para os seus irmãos e amigos, se necessário chorando na frente deles:

– Homem chora sim; graças a Deus homem também chora.

 

Jesus nos ensina a chorar, externando os preciosos sentimentos que habitam a nossa alma de macho.

 

Há momentos em que louvando a Deus, adorando ao Senhor, nos derramamos, choramos quebrantados em sua presença. É lindo ver lágrimas sendo derramadas! É espetacular observar homens “grandalhões”, chorando como meninos, e por possuírem essa sensibilidade e quebrantamento, herdam o Reino dos Céus. Aleluia!

Amados, esse mundo precisa ver os homens de Deus chorando. Eles ficarão confusos e dirão:

–          O que é isso cara? Aqui fora há tanta gente insensível! Os caras matam na mão grande e não sentem nada! No mundão o marido trai a mulher na maior cara dura, com uma tremenda cara-de-pau, na maior sem-vergonhice e cheio de hipocrisia. Os machões não tem sentimentos, não externam nada, são frios e calculistas!

Porém, Deus está levantando homens comprometidos e com um referencial divino, que sabem externar os seus sentimentos, e nos momentos em que sentem coisas profundas em seus corações, choram sem constrangimento na presença do Senhor. Choram no colo de suas amadas esposas, choram nos braços da mamãe se for necessário, choram com a noiva ou namorada, e vão chorar também juntos aos pés de Jesus Cristo. Aleluia!

Chore querido, não sinta vergonha de ter e demonstrar sentimentos, pois essa atitude é absolutamente inerente aos nobres de espírito.

Pastor Josué, por onde eu começo a aprender a chorar?

Querido irmão tome para si o exemplo de Jesus Cristo, tenha-o como referencial de masculinidade. Comece uma nova etapa na sua vida, uma etapa de reavaliação dos valores adquiridos, e a prontidão para absorver novos valores que serão aprendidos, chorando nos pés de Jesus Cristo. Esse é um grande recomeço. Derrame-se abundantemente aos pés do Senhor, sem receio, sem medo, sem reservas e sem preconceitos. Você será mais homem do que nunca.

Há vezes em que alguns chefes de família passam por terríveis necessidades: falta o emprego, não se vê a cor do dinheiro, os credores ficam irritados, as contas vencidas acumulam cada mês com mais intensidade, começa a faltar roupa e comida em casa e não existe coisa pior do que um pai não poder atender às necessidades básicas da sua família. É indescritível ter que conviver com a dispensa e a geladeira vazias. O pior de tudo é a expressão nos olhos infantis, dos filhos que não compreendem o por quê sentem fome e em casa não há o que comer.

Meu Deus, que agonia!

Alguns sujeitos petulantes, arrogantes e soberbos, não descem do “pedestal”, não são capazes de se humilhar. Necessitam de ajuda, mas a sua arrogância não permite que ele estenda a mão e suplique por ajuda. Expõe a família ao massacre da miserabilidade para não perder o trono da sua bestial soberba.

A vida nos ensina:

 

Quem precisa de ajuda, tem que chegar por baixo.

 

Pela maneira como alguns machos falam das suas necessidades, a impressão que nos causa é que estão tremendamente felizes por estarem passando por grandes provações:

–          Pastor, Deus está me provando, não tenho emprego, estou sem dinheiro, não há comida em casa, mas estou feliz. Sou miserável, mas um miserável de luxo porque sou salvo, aleluia!.

O que é que você diz para um cara desses?

Meu querido, se o cara vem chorando é diferente. A gente se quebranta, chora por ele e com ele. Às vezes o irmão nem consegue falar de suas necessidades, então chora, envergonhado, mas compartilhando as suas privações. Será que alguém que é habitado pelo Espírito Santo pode resistir a isso? Amados, quando nós choramos, estamos criando uma valiosa oportunidade de outros filhos de Deus chorarem conosco.

Que o Espírito do Senhor nos ajude a romper com os nossos conceitos e preconceitos, a possamos aprender a chorar nos pés do Senhor, pois assim o Espírito Santo recolherá as nossas lágrimas e junto com elas gemerá diante do trono de Deus, intercedendo em nosso favor. O Espírito Santo quer gemer por nós, queridos, glória a Deus!

Não tenha receio de chorar diante dos seus filhos meu irmão e ensina-os a demonstrarem sensibilidade. Mostre à sua esposa que você é homem de verdade, exteriorize os seus sentimentos. Jesus ensinou isso sem se envergonhar. Ele nos ensinou a chorar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s